24 de Maio de 2012

O texto abaixo resume um pouco do dia maluco de hoje na história do G.E.Brasil. Foi escrito pelo torcedor Xavante Tiago Bündchen. Leiam até o final do texto.

“Sou torcedor XAVANTE, e somente xavante. Não torço pelo meu time pela TV, mas sim no estádio. Meu time está longe dos grandes negócios do futebol brasileiro e mundial. É mantido com o amor da torcida e com a dedicação de abnegados. Na minha cidade, sequer somos os mais abastados, mas isso nunca nos diminuiu em campo.

Hoje todos sabem da peleia do Grêmio Esportivo Brasil contra a CBF e a “Justiça” Desportiva.

Quando nós torcedores fomos chamados pelo clube para opinar sobre ajuizar ou não ação na justiça (não gosto de chamar de justiça comum) não pensei duas vezes, afinal, alguém tem que enfrentar esse sistema que assola o futebol brasileiro, então que sejamos nós. Imaginei o Rio Grande se erguendo contra SP e RJ!

Sempre os mesmos mandam no futebol, como se donos fossem. Fazem negócios e até negociatas. Alguns até já arrumaram resultados e foram descobertos. Punem uns de forma arbitrária para privilegiar outros, entendendo ao bel prazer ser mais conveniente para seus interesses.

Pois bem, se ninguém (nem o poderoso Internacional, no episódio do escândalo da anulação de jogos) teve coragem de se opor à CBF e ao sistema viciado do futebol nacional, fomos nós xavantes, do interior do interior do Brasil, bater de frente, encarar os gigantes.

Apoio da mídia? Um lá que outro! Uma voz forte que seja de solidariedade? Não!

Poucos analisaram nossa causa antes de se pronunciar. Muitos agora falam que estamos errados, mas sequer conhecem os dois lados da história.

Saibam todos:

Ganhamos no TJRS e ganhamos no STJ! Agora a FIFA nos pune, a pedido da CBF. Dizem que se desistirmos da ação, nos anistiam. Mas cabe a CBF e a FGF aplicarem a punição e nos desfiliar…mas existe uma ordem judicial que nos dá segurança, que impede que isso ocorra. Pergunto agora, a CBF e a FGF vão desobedecer a FIFA ou vão desobedecer a ordem judicial? Espero que a lei brasileira, que a Constituição Federal, que a Justiça Brasileira, e que, por fim, a soberania nacional, sejam respeitadas.

Mas me digam, não somos todos gaúchos? Não nos rebelamos contra as injustiças? Não nos dobramos, nem mesmo na maior das adversidades e nem contra o mais poderoso dos adversários? Pois onde estão os gaúchos para nos apoiar, nesta ímpia e injusta guerra?

Pois saibam todos, agora, nessa guerra não sou gaúcho, sou apenas mais um guerreiro Xavante!

Agora não desistiremos mais, mesmo sob chantagem, agora vamos até o fim, e se for o caso, jogaremos e torceremos no campeonato amador, no colonial, na várzea, mas de cabeça erguida, porque estamos ao lado dos justos, e fazemos futebol não por dinheiro, nem por títulos, mas por amor incondicional!!!

Avante com todo o esquadrão!”









Nossos parceiros

?>