Não, não é ladrão

O GEB apresentou-se na noite de ontem, ao lado de sua Torcida, na Arena Portoalegrense, alugada pelo Grêmio Football Portoalegrense para partidas de futebol. Foi uma bela apresentação na capital Gaúcha. Quem disser o contrário não estava lá, não viu. A partida em si foi um jogo de xadrez. Cada lance pensado, cada jogada analisada.

Não vou chorar sobre leite derramado, até porque já está decido. Mas, por ter a oportunidade de escrever neste blog, vejo-me na obrigação de deixar o registro de que fomos vergonhosamente e indecentemente prejudicados.

Sobre o gol que fizemos de bicicleta e que foi anulado por impedimento, ainda não vou me manifestar por não ter tido a oportunidade de analisá-lo na TV e a visão que eu tinha ficou comprometida, mas a mão que o jogador do Portoalegrense fez ao iniciar a condução da bola no segundo gol deles, foi clara e inequívoca. O sr. Fabrício Neves Correa foi o único cidadão presente na Arena Portoalegrense que não viu a mão. Até quem estava no banheiro viu. Fui um lance de vôlei, um bloqueio como poucos sabem fazer. Foi escandaloso! Apita Fabrício!

Não vou chamar o árbitro de ladrão e sem-vergonha porque é capaz de me processar e eu ainda ter que indenizá-lo, como se já não bastasse o prejuízo que ele causou ao meu Xavante. Mas certamente posso expressar a minha opinião sobre a sua competência para assoprar apito: Nenhuma, zero. É um incompetente! Muito ruim, inábil, sem coerência, sem conhecimento das regras, fraco, confuso, parcial e tendencioso. Talvez devesse tentar uma nova profissão. Quem sabe fazer auto-escola para dirigir carrinho de mão? Fica a dica, vá carregar pedras sr. Fabrício.

Quem provou, mais uma vez, a sua competência para animar a festa da apresentação do Esquadrão Xavante foi a Torcida Xavante. Quem não conhecia ou duvidava, calou-se. Éramos menos de 10% dos presentes e apenas uma fração do poderíamos ter por direito, mas tamanho nunca foi documento. Não para a Torcida Xavante. Nossos cânticos e gritos, foram ouvidos longe. Tudo em português e ao ritmo de uma boa batucada de samba para todos entenderem. Amamos a nossa terra. Temos orgulho do que somos. Somos felizes assim. Tem que olhar para aprender…

Quanto a Arena alugada, tenho que confessar que me impressionou. Muito bonita. O visual de quando se entra é sensacional. Mas vai ficar boa mesmo quando estiver concluída. Não sei se o Grêmio Portoalegrense paga valor integral pelo aluguel, mas não deveria. Ainda faltam muitos detalhes para ficar pronta e tem muitos defeitos. Por exemplo, não tem sinal 3G para nenhuma operadora e só há espaço para 1.500 torcedores visitantes. Para dar uma dimensão do que isto representa, no Bento Freitas cabem tranquilamente mais de 3.500 torcedores visitantes. Também, o acesso ao local destinado aos torcedores visitantes é através de uma escadaria estreita e sufocante, por 4 andares. Então, o estádio é um horror? Não, longe disto. Mas também não é isto tudo que é propagado. Ainda falta muito. Só espero que não assaltem os cofres públicos para concluí-lo.

No final foi isto, muita festa, muita alegria, fizemos dois gols e o juiz fez um. Resultado: 2×1 para eles. Somos os Campeões do Interior de 2014, terceiro colocado no Campeonato Gaúcho/2014, conquistamos as vagas para a Série D do Campeonato Brasileiro 2014 e para a Copa do Brasil 2015.

Nada mal para quem há bem pouco tempo chafurdava na segundona, o Campeonato das Almas Perdidas.


Ivan Schuster
Onda Xavante









10 Comentários

    Comentar

    Nossos parceiros

    ?>