Que tamanho vai ser?

Há alguns dias foi lançada uma campanha para arrecadar fundos para que o pessoal da Bah! Produções possa concluir o filme Brasil Grande do Sul, que mostrará a nossa saga do rebaixamento para a segundona em 2009 até a conquista do título de Campeão do Interior do Gauchão 2014.

Mais que um filme, um documentário sobre uma época de sofrimento, saudade, angústia, luta e recomeço. A história que nós vivemos ficará registrada para sempre. É sobre a nossa vida. Nós somos os protagonistas.

O site para participar da viabilidade deste documentário, que permitirá que em um futuro próximo e distante todos saibam o que vivemos, pode ser acessado através deste link: http://www.kickante.com.br/campanhas/brasil-grande-do-sul .

A participação é simples e segura. EXISTEM OPÇÕES PARA TODOS OS BOLSOS. De R$ 10,00 a R$ 10.000,00. Pode ser via cartão de crédito, boleto bancário ou PayPal. Não requer prática e nem habilidade. É só ir clicando nas opções apresentadas e informando os dados solicitados. Também é completamente indolor. O efeito colateral é o orgulho de ter participado e poder dizer às futuras gerações, eu estava lá e contribuí para o registro. Não tem desculpa. É questão de querer participar, ou não.

Eu estava olhando o site das contribuições, e confesso que fiquei um pouco(bastante) decepcionado com o número de participantes e o valor arrecadado até o momento. Pelos filmes já produzidos e pelo que já fizeram em nome do GEB, o pessoal da Bah! Produções e da TV Xavante merecem um apoio muito maior. Não estamos falando de aventureiros aproveitadores, mas de gente com trabalho já realizado. E trabalho de excelente qualidade.

Sei que há muitas ações necessitando de recursos e participar em todas começa a ficar inviável. A verdade é que crescer tem custo, e não é baixo. Nós já estivemos por baixo do pé da cobra. Tempos que se questionava se o clube era viável ou não. Não sinto saudades e não quero voltar para lá. Acredito que nenhum Xavante queira. Deixemos isto para outros.

Mais que um filme, um documentário sobre uma época de sofrimento, saudade, angústia, luta e recomeço. A história que nós vivemos ficará registrada para sempre. É sobre a nossa vida. Nós somos os protagonistas.

Durante estes tempos difíceis, sempre ouvi sobre sonhos de um GEB grande, muita reclamação e “ideias” sobre o que fazer. Mas sonhar, cornetar e ter ideias é pouco. Nada é criado se não houver criadores, pessoas dispostas a executar as ideias.

Os projetos estão aí. Mais que projetos, são ações concretas. Ações empreendidas por poucos Xavantes que estão dispondo de seu tempo para colocar em prática o sonho de muitos. Enquanto estes Xavantes estão arregaçando as mangas e trabalhando, não dá para ficar só na crítica, na corneta e produzindo mais ideias. Tem que haver mais participação. Temos que jogar juntos. Todos.

Querer muito de poucos é inviável. Já pouco de muitos é bem possível. Temos 5.000 sócios. Se cada um se dispuser a participar com R$ 10,00, já cobre os custos e sobra troco.

O GEB será do tamanho que quisermos. E aí, qual vai ser?









1 Comentário

    Comentar

    Nossos parceiros

    ?>