Gatinho Angorá | Ivan Schuster

Tenho o maior respeito pelo São Paulo / RG. É um clube que, igualmente a nós, com apoio de sua torcida, luta diariamente para conseguir manter as portas abertas. Diferentemente de outros clubes que servem apenas como barriga de aluguel para “empresários”, o Leão do Parque existe para e por sua torcida. Digamos que é um dos nossos, são do lado de cá. Estamos entre aqueles poucos clubes do Brasil – e espero que consigamos nos manter assim – que ainda fazem o verdadeiro futebol. Estamos juntos.

Mas, não é por ainda serem um clube com alma e coração que seriam poupados pelo esquadrão Xavante. Amigos, amigos, futebol à parte. Novamente tomaram um chocolate. O time reserva deles pode até ganhar daquele outro clube lá da avenida em amistoso praiano, mas aqui é diferente. Se ainda não sabiam, agora descobriram. Aliás, faz uns 15 jogos que estamos ensinando-lhes quem manda por aqui. É hora de aprenderem. Da próxima vez poderiam poupar recursos e darem WO. Não conseguem nada mesmo.

Xavante avassalador, Cirilo impiedoso. Segurança e decisão, Cirilo é seleção. Tá bom, exagerei. Tem gente que acha o futebol do Cirilo limitado, meio grosseiro até. Eu sou da opinião que ele é eficiente e, se dão espaço, ainda empurra umas bolinhas para dentro. Muitas em momentos decisivos. Ontem colocou a pá de cal em cima do túmulo papa-areia. Chegaram leões, saíram gatinhos de madame. Aqueles angorás peludos que nem miam. E o Cirilo foi fundamental nesta conquista.

Finalmente, nesta próxima quarta-feira, terei a oportunidade de novamente assistir a uma apresentação Xavante. Confesso que já estou ansioso e apreensivo. Por muito tempo, e bota tempo nisto, quando de uma apresentação em palcos portoalegrenses, defendi a tese de que se perdêssemos de pouco já era negócio. Para quarta-feira estou com expectativa de vitória. É, meu amigo, que momento!

Não, não é soberba. Nem estou desconsiderando a enorme diferença em tudo entre os dois clubes. Mas o momento permite este tipo de pensamento ou, se preferirem, devaneio. Por maiores que sejam, o momento deles não é dos melhores. Jogadores importantes saindo, talvez até o próprio treinador esteja de saída, e um clima não muito bom internamente. É importante também dizer que a pré-temporada deles também foi bem menor. Isto faz diferença. Não podemos ir com medo. Temos que manter o padrão de jogo, irmos para cima, marcação forte e contra-ataques mortais. Momento para Alex Amado, Felipe Garcia e Nena brilharem. Que os deuses do futebol os iluminem.

Neste momento, estamos isoladamente na liderança, com um time que convence e dá esperança de um futuro melhor e ainda mais festivo. A apresentação na Arena OAS poderá ser um marco importante para uma arrancada e distanciamento dos demais, dando-nos mais tranquilidade. Acho que será um tipo de hora da verdade. Se vencermos, começarei a acreditar em visões.

Tenho certeza que todos os Xavante acordaram hoje de bem com a vida, com a alma leve e satisfeitos com a vitória de ontem. Vencemos e convencemos. Mas também tenho certeza que ninguém mais está pensando no Gatinho do Parque. Agora é só Portoalegrense. Pela segunda vez a Arena OAS servirá de palco para um espetáculo de gala. Na primeira, fomos indecentemente prejudicados por uma arbitragem, no mínimo, repugnante. Veremos como será agora.

OAS, libera espaço aí. Estamos chegando para mais uma apresentação Xavante. Tem que olhar, para aprender …

Abs.


Ivan Schuster
Onda Xavante

 









Comentar

Nossos parceiros

?>