Nunca nos calarão | Ivan H. Schuster

A verdade, por mais amarga e indigesta que possa ser, deve ser enfrentada. Não há o que esconder. Tomamos um chocolate. Não tem choro e nem vela, perdemos e bem perdido. O time do Internacional de Porto Alegre dominou toda a partida. Três gols foi pouco para o que produziu. Só não fizeram mais, porque temos goleiro. Um bom goleiro. Martini fez grande partida. Claro que dói perder para um time que tem Paulão e Anderson, mas eles também tem Alex e Valdívia. Jogam muito. Ao fim e ao cabo, não dá para reclamarmos. Sonhar, sonhamos. Mais, desejamos. Chegamos mesmo a acreditar que seria possível. Mas a diferença entre os clubes é abissal. Mas não morremos de véspera. Fomos e lutamos. Demos o nosso melhor, fizemos o possível. Não deu.

Por outro lado, é verdade, também, que somos Bi-campeões do Interior e terceiro colocado do Gauchão pela segunda vez, isto é, pelo segundo ano consecutivo ficamos atrás apenas da dupla gre-nal. Não é pouca coisa. O Rogério Zimmermann fala, com muita humildade e coerência, que no nosso campeonato, aquele composto pelos clubes do nosso tamanho e que vivem a nossa realidade, ninguém no superou. E pelo segundo ano consecutivo. Chorem todos, secadores! A verdade é grande e dura, mas dói menos se aceitarem. #AceitaQueDóiMenos

Se dentro de campo, inegavelmente, somos a terceira força do Estado, nas arquibancadas todos os demais tem muito o que aprender. Estamos muito à frente. A Maior e Mais Fiel do Interior do Estado do RS, mais uma vez, ganhou de goleada. Está certo que neste quesito os nossos adversários são muito fracos, todos eles, mas é sempre bonito ver a Xavantada fazendo o seu show.

Enquanto a torcida adversária, em sua grande maioria, assistiu a apresentação sentadinha, aplaudindo somente nos gols de seu time, a Torcida Xavante cantou e vibrou o tempo inteiro. Antes, durante e depois da apresentação Xavante. A cada gol sofrido, a Torcida Xavante mais fervia, pois entendia a sua importância no espetáculo. O embate acabou e quem continuou fazendo festa foi a Negrada da Baixada. Sorry periferia, no cantamos en español. Tem que olhar, para aprender …

É certo que já deve ter corneteiro querendo mudar tudo, dizendo que o time é fraco, que só dá balão, que precisamos de uns 15 reforços, que o Zimmermann tem os bruxos dele e é muito teimoso, e tudo aquilo que sempre se ouve nestes momentos daqueles que não conseguem disfarçar suas frustrações. Mas o fato, o que realmente importa e que já está registrado para sempre na história do futebol Gaúcho, é que somos Bi-campeões do Interior, terceiro colocado do Gauchão, também pela segunda vez, que estaremos na Copa do Brasil 2016 e, de lambuja, os Polenta vão encarar o inferno lodoso da segundona, provavelmente ao lado daqueles outros que não se deve dizer o nome, pois dá azar. Que chorem e chafurdem no lodo fecal eternamente, abraçadinhos.

Agora, é cuidar da reforma da nossa casa, descansar os guerreiros e planejar a nossa turnê da Série C do Campeonato Brasileiro. E nós, Torcedores Xavantes, estaremos aguardando ansiosamente a luta por esta nova taça. Sempre prontos para participar, incentivar e vibrar a cada apresentação Xavante, porque, aconteça o que acontecer, não nos calarão, nunca, jamais.

Abs.









Comentar

Nossos parceiros

?>