Segundona é o ca…

Segundona é o ca…

Última rodada de campeonato de futebol é sempre tensa. Seja para quem está brigando para não cair, seja para quem busca classificação. Nós Xavantes nos acostumamos a brigar por classificação nos últimos anos, mas hoje foi diferente. Entramos em campo precisando no mínimo empatar para não cair para a famigerada segundona gaúcha.

O adversário, o Passo Fundo, vinha brigando por uma vitória para se classificar. Os resultados paralelos eram muito importantes para o Brasil, tanto para o rebaixamento quanto para a classificação. Com o início da rodada, os resultados nos empurravam para a classificação, ainda mais depois que Diogo Oliveira deixou Ramon na cara do gol e o atacante Xavante driblou o goleiro e marcou. Por alguns minutos beliscamos a sétima colocação e o nosso adversário seria o São José-POA no Passo D’Areia. Para quem começou a rodada com medo da segundona, um classificação nesses moldes estava pra lá de perfeita. Mas ainda era cedo. Outros gols foram saindo na rodada e o Brasil caiu para a oitava posição. Mas no Bento Freitas o placar seguiu igual, com o Passo Fundo se jogando pro ataque e o Brasil saindo no contra ataque. Em um dos ataques do Passo Fundo, o gol parecia inevitável, mas do nada surgiu Cirilo e fez o corte na hora certa. Cirilo, aliás, viria a ser escolhido o melhor em campo por uma das rádios da cidade. O final do jogo foi se aproximando e o desespero vindo junto. Um gol do Passo Fundo ou um gol do Veranópolis tiraria a nossa classificação. Mas dessa vez tudo deu certo e seguramos a vitória.

Com a classificação na oitava posição, o Brasil enfrentará o Grêmio nas quartas-de-finais na Arena da OAS, em Porto Alegre. Lembrando que é somente “mata”, é um jogo só. A partida é na quarta-feira, à pedido do Grêmio, às 19:30h. Jogo terá transmissão do Premiere Futebol Clube.

Na verdade meus amigos, estamos aliviados. A campanha do Brasil ficou longe do esperado. Obviamente que estamos falando de um esporte muito imprevisível, que não tem receita de bolo. Mas o nosso time vinha muito bem ao longo dos três últimos anos. A expectativa era muito grande. Tivemos a manutenção de boa parte do elenco e mantivemos o comandante Rogério Zimmermann. Mas a verdade é que a torcida do Brasil não estava preparada para um revés. Uma má campanha. Então o desespero foi gigante. Os resultados não vinham, as vitórias demoraram a sair e a torcida ficou impaciente. O discurso dos jogadores e da comissão técnica era de cautela, de que as vitórias viriam. Normal. Eles não falariam outra coisa. O que parece é que Rogério Zimmermann montou o time acreditando na evolução de alguns jogadores que já faziam parte do elenco e que realmente vinham em evolução. Alguns jogadores muito limitados evoluíram muito desde que chegaram no Brasil. Fruto do trabalho da comissão técnica e do grupo de jogadores. Temos vários exemplos no time. Porém alguns jogadores caíram de rendimento. E não foram poucos. E na Rogério Zimmermann não contava com isso. Com pouca grana para contratar e com elenco reduzido, teve que se virar durante o campeonato. Talvez algumas escolhas demoraram a serem feitas, mas foram feitas. Mas quem sabe e conhece desse time é o comandante Rogério Zimmermann e por tudo que já fez com esse elenco, tem muito crédito e temos que confiar nele. O que vamos fazer na Série B, é assunto pra depois. O foco é total no Grêmio.

Vamos vencer o Grêmio na Arena? Dificilmente. Vamos de sangue doce? Claro que não. Muito do contrário. Recuperamos o fôlego com essa classificação e vamos com tudo para Porto Alegre. Se a vitória virá nós não sabemos, mas vamos pelear até o fim. E o melhor é ouvir dos gremistas: “Porra, lá vem eles de novo”.

Foi um alívio. Esperamos nunca mais passar por isso tão cedo. Segunda divisão na Baixada? Só a do Brasileiro. Tem que aceitar.

Foto: frame de vídeo de Italo Santos.

FICHA TÉCNICA

G.E.Brasil: Eduardo Martini, Weldinho, Cirilo, Leandro Camilo, Brock, Leandro Leite, Galiardo (Márcio Hahn), Washington, Diogo Oliveira, Marcos Paraná (Gustavo Papa) e Ramon (Nathan). Técnico: Rogério Zimmermann.
Passo Fundo: Matheus, Tiago, Leo Kanu, Gustavo, Alisson, Rudiero, Faísca, Canhoto (João Vitor), Nata, Jean Silva e Hyantony (Branquinho). Técnico: Paulo Porto.
Gol: Ramon aos 15′ do 1º tempo.
Cartões Amarelos: Brock, Washington e Marcos Paraná (GEB); Alisson (PFU).
Cartão Vermelho: Alisson e Amaral (PFU).

ÁUDIOS

*capturados da Rádio Xavante

VÍDEO

Compacto Blog Xavante

O gol de Ramon – Imagens do site Rede Esportiva

Festa ao final da partida – Vídeo de Italo Santos









Nossos parceiros

?>