Brasil faz bom jogo e empata com o Goiás

Brasil faz bom jogo e empata com o Goiás

O Brasil mais uma vez visitou o estado de Goiás, pela segunda vez em uma semana, mas dessa vez para enfrentar o Goiás. No estádio Juscelino Kubitschek, em Ituiutaba, o Brasil empatou em 1 a 1 com o Goiás depois de abrir o placar na primeira etapa com Felipe Garcia.

O primeiro tempo foi dominado pelo Brasil. Desde o início, com marcação adiantada, o Xavante tomou conta do jogo. Logo aos 11 minutos Wender passou para Felipe Garcia na entrada da área. O meia Xavante tentou dominar mas a bola escapou do seu domínio. Mas sem querer ele acabou dando uma meia lua no zagueiro do Goiás e tocou de bico na saída do goleiro Renan. Foi o quarto gol de Felipe na Série B. Logo em seguida, aos 14 minutos, o Goiás saiu jogando errado e Nena deu bela assistência para Nathan sair na cara de Renan. O atacante Xavante chutou em cima de Renan e perdeu uma grande chance de ampliar o placar. Mas chance mesmo teve Nena. Diogo Oliveira foi derrubado dentro da área e o árbitro da partida marcou pênalti, aos 16 minutos. Nena foi para a cobrança e chutou rasteiro, no canto esquerdo do goleiro Renan. O chute não saiu forte e não foi bem no canto, facilitando a defesa do goleiro goiano. Ainda na primeira etapa o Brasil chegou mais duas vezes com Diogo Oliveira, mas os chutes foram para fora. O Goiás tentava chutes de longe mas sem sucesso. O lance de maior risco para o time goiano foi com Cléo, após cobrança de escanteio o centroavante tentou marcar de peito mas Eduardo Martini fez grande defesa.

Na segunda etapa o jogo mudou. O Brasil perdeu a sua força ofensiva e o Goiás foi para cima. O gol de empate veio logo aos 9 minutos com Rafael Lucas. O atacante foi lançado das costas de Washington e bateu forte, no meio do gol, sem chances para Eduardo Martini. Já sem Nena em campo, que saiu pra entrada de Marcos Paraná, o Brasil pouco criou no ataque. O Goiás tentou o gol da virada mas sem organização, na base do abafa. A defesa Xavante seguiu firme e segurou o empate em 1 a 1.

Ficou aquela impressão que dava para ter vencido. O Brasil podia ter matado o jogo na primeira etapa, mas não fez. Acontece. O bom é que o time foi muito bem jogando com centroavante novamente. Nena fez bem o papel de pivô em várias jogadas, deu assistência perfeita para Nathan, mas quando precisou guardar o seu, falhou. Uma pena. Mas é ponto somado. Em hipótese alguma poderemos ficar tristes quando o empate foi com o Goiás e fora de casa.

Agora o Brasil volta para Pelotas para dois jogos. Enfrenta o Paysandu na próxima terça-feira, às 19:15h, e o Luverdense na sexta, às 20:30h. Temos que buscar essas duas vitórias em casa. Serão importantes para dar um fôlego.

Chegamos na quarta rodada e a campanha é acima da esperada. Não há como negar. Os jogos em casa e o primeiro tempo de hoje nos dão boas perspectivas para o futuro. Precisamos apenas reforçar esse elenco. Do meio para frente temos poucas opções e como as viagens serão constantes, o desgaste será certo.

ÁUDIOS

*capturados da Rádio Xavante e Rádio Pelotense AM

VÍDEO

Melhores Momentos – Imagens PFC

 









Nossos parceiros

?>