Em noite memorável, Brasil vence o Bahia

Em noite memorável, Brasil vence o Bahia

Em uma noite inesquecível no estádio Centenário, em Caxias do Sul, o Brasil venceu o Bahia por 2 a 1 com direito a gol aos 48 minutos do segundo tempo do zagueiro Teco. Mas o início de jogo foi meio assustador.

Os primeiros minutos de jogo foram todos do Bahia. O time baiano criou seis chances claras de gol em 16 minutos de jogo. Eduardo Martini e a defesa iam se virando do jeito que dava. Depois dos vinte minutos de jogo o Brasil conseguiu equilibrar a partida. A primeira etapa terminou sem gols, apenas do Bahia ter merecido uma melhor sorte.

Na segunda etapa o jogo virou de lado. No intervalo o treinador Rogério Zimmermann tirou Diogo Oliveira e colocou Clébson. O baixinho entrou muito bem na partida. O Brasil começou a controlar as ações da partida e criar situações de gol. O Bahia escapava em contra ataques mas pouco ameaçava Eduardo Martini. Logo aos 10 minutos, Ramon recebeu passe pela esquerda e bateu cruzado, da entrada da área. O goleiro Marcelo Lomba deu rebote para dentro da área e Felipe Garcia entrou rasgando e estufou as redes. Após o gol, o Brasil tomou conta do jogo. Colocou a bola no chão e seguia firme na defesa. O jogo foi se afunilando e o Bahia tentando iniciar uma pressão. Quando parecia que a vitória Xavante se confirmaria, o Bahia atacou pela esquerda e Zé Roberto cruzou na pequena área. Eduardo Martini tentou afastar e tocou de leve na bola, enganando o lateral Marlon que acabou tocando contra o próprio gol. Era o injusto empate do Bahia. Mas o Brasil não desistiu. Aos 45 minutos, Clébson fez belo lançamento para Felipe Garcia que invadiu a área e chutou cruzado, para fora, cara a cara com Marcelo Lomba. Parecia que o empate seria inevitável. Mas foi aí que veio o ápice da partida. Aos 48 minutos, em uma falta da intermediária, Marlon fez um cruzamento perfeito e Teco cabeceou a bola pro chão, sem chances para Marcelo Lomba. Era o gol da vitória, sem mais tempo para o Bahia reagir.

Com a vitória o Brasil chegou aos 19 pontos e alcançou a sétima colocação. A próxima partida será contra o Londrina, na próxima terça-feira, no estádio do Café.

Quantas vezes não vimos outros times vencendo partidas com gols nos descontos da partida e falamos: “- Pô, com o Brasil isso nunca acontece”. É, amigo, o dia chegou. E foi na bola aérea, a qual o Brasil não vem tendo um bom aproveitamento em 2016. E foi o primeiro gol de Teco com a camisa do Brasil. Foi o destino, não tem outra explicação.

O jogo mudou a partir da entrada de Clébson. Não que Diogo Oliveira estivesse jogando mal, mas são características diferentes de jogo. Clébson corre o campo todo. O baixinho criou boas chances de gol onde Diogo vinha tendo dificuldade devido a boa marcação do time do Bahia. Esse Brasil do segundo tempo é que sempre queremos ver. Com a bola no chão. Agora as contusões e suspensões por cartões começarão a acontecer e certamente o time titular do Brasil vai sofrer alterações que não sairão mais do time. Temos um elenco pequeno mas com algumas boas opções. Mas reforços são necessários e devem chegar em breve. Erros aconteceram essa noite, e não foram poucos, mas hoje é dia de aproveitar essa grande vitória, deixando a corneta guardada.

Foi uma noite realmente inesquecível. Precisávamos de uma vitória desse jeito para elevar o brio dos jogadores e torcida. A nossa campanha está muito acima da expectativa. Não podemos jamais esquecer que nosso objetivo é a manutenção na Série B. Depois dos pontos necessários, aí poderemos ver até onde podemos chegar. Mas ainda teremos muitas dificuldades nesse campeonato. Precisamos é estar preparados.

Foto: Carlos Insaurriaga.

FICHA TÉCNICA

G.E.Brasil: Eduardo Martini, Weldinho, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, Washington, Diogo Oliveira (Clébson) e Felipe Garcia; Marcos Paraná (Nathan) e Ramon (Nena). Técnico: Rogério Zimmermann.
Bahia: Marcelo Lomba, Danilo Peres, Éder, Lucas Fonseca e Moisés; Feijão, Juninho (Gustavo Blanco), Renato Cajá, Régis e Luisinho (João Paulo Penha); Thiago Ribeiro (Zé Roberto). Técnico: Aroldo Moreira.
Gols: Felipe Garcia aos 1 do 2º tempo e Teco aos 46′ do 2º tempo (GEB); Marlon (contra) aos ‘ do 2º tempo (BAH).
Cartões amarelos: Leandro Leite e Felipe Garcia (GEB), Éder, Lucas Fonseca, Moisés, Juninho e Luisinho (BAH).

ÁUDIOS

*capturados da Rádio Xavante

*capturados da Rádio Gaúcha

VÍDEO

Melhores Momentos – Imagens PFC









Comentar

Nossos parceiros

?>