Brasil atropela o Avaí e encerra o turno com chave de ouro

Brasil atropela o Avaí e encerra o turno com chave de ouro

O JOGO

A partida que encerrava o primeiro turno era de suma importância para o Brasil, pois agora o campeonato irá parar por 17 dias, por conta dos jogos olímpicos, e poder treinar nesse período sabendo que uma grande campanha foi feita no primeiro turno, ajudaria muito na sequência do trabalho. Dessa forma o Brasil iniciou a partida em cima do time catarinense.

Com a volúpia tradicional nos jogos do Bento Freitas, o Brasil já abriu o placar logo aos 4 minutos de jogo. Marlon cobrou escanteio pelo lado direito de ataque e Leandro Camilo soltou um canudo de cabeça, sem chances para o goleiro Renan. Na sequência, o Avaí chegou com muito perigo. William foi lançado dentro da área e cara a cara com Leandro Martini, o atacante catarinense chutou e Martini fez grande defesa. Parecia que o Avaí iria equilibrar a partida. Mas só parecia. Aos 15 minutos o Brasil chegou ao seu segundo gol. O maestro Diogo Oliveira fez belo passe para Ramon, que, na entrada da área, puxou para a perna esquerda e bateu colocado no canto esquerdo de Renan. Era o segundo gol Xavante sem que o Avaí pudesse respirar direito.

Quando o Avaí tentou colocar a bola no chão para buscar o seu primeiro gol, acabou levando o terceiro. Aos 19 minutos, em nova cobrança de escanteio pelo lado direito, Marlon cruzou rasteiro, Gabriel furou o chute e Leandro Camilo tocou para o fundo das redes de perna esquerda. Era o segundo gol do xerifão Xavante e o terceiro do Brasil na partida. Um massacre. O Brasil dominava totalmente a partida. Mas aí veio o susto. Rafinha invadiu a área do Brasil pelo lado direito e Washington chegou no corpo do jogador catarinense. Rafinha se estatelou no chão e o árbitro marcou pênalti. William Batoré ajeitou a bola para a cobrança, olhou para Martini, mirou o canto esquerdo de Martini e bateu. Mas lá estava a muralha rubro-negra. Martini voou na bola e fez uma bela defesa. Ao abraçar a bola, a muralha levantou sorrindo e dizendo: – Aqui não! Era sinal de que a noite seria rubro-negra.

Na segunda etapa o Brasil apenas administrou a vitória. O Avaí pouco criava. Aos 23 minutos, Elias arriscou de fora da área e quase acertou a gaveta de Renan. A bola passou muito perto. Marlon e Clébson arriscaram de chutes de longa distância, mas sem sucesso. O Avaí já estava morto e pouco ameaçou Eduardo Martini. E dessa forma o Brasil finalizava o primeiro turno, com uma grande vitória.

Com a vitória o Brasil ocupa a quinta colocação no campeonato com 30 pontos. A próxima partida será somente no dia 19 de agosto contra o Paraná Clube, na Vila Capanema, em Curitiba.

ANÁLISE DA PARTIDA

O Brasil patrolou o Avaí. Quanto os catarinas tentaram acordar para o jogo, o placar já era de 3 a 0 e Eduardo Martini já tinha defendido um pênalti. Só não fizemos mais porque o ritmo do início da partida diminuiu naturalmente. Foi uma grande atuação do time de Rogério Zimmermann. Ramon mostrou mais uma vez que é um grande finalizados. Marcou gols nos três últimos jogos e curiosamente os três de perna esquerda, sendo que ele é destro. Leandro Camilo tirou a zica do corpo. Ele vinha namorando esse gol em bola parada desde o ano passado. Acabou vindo em dobro. Teco e Weldinho muito bem na partida. Elias, agora titular, com muita disposição no ataque e na marcação. O baixinho aos poucos vem se encaixando no time.

A campanha nesse primeiro turno é digna de aplausos. Inimaginável por todos, após um Gauchão muito abaixo do esperado. Rogério Zimmermann conseguiu novamente encaixar o jogo do Brasil e jogando em casa é imbatível. Brasil é o único time invicto jogando em casa. Isso não é pouca coisa. Mostra a força do Bento Freitas e da torcida do Brasil. Nessas 19 partidas do primeiro turno, o Brasil marcou 6 gols antes dos primeiros 15 minutos.

O Brasil está há dois pontos do G-4 e se afastou em 11 pontos da zona de rebaixamento. Sensacional. Se mantivermos essa pegada no segundo turno, poderemos brigar por algo melhor. Mas o foco segue nos 45 pontos, o suficiente para a manutenção na Série B de 2017. Faltam apenas mais cinco vitórias em 19 jogos. Vai dar. Merecemos. Esses jogadores merecem.

FICHA TÉCNICA

G.E.Brasil: Eduardo Martini, Weldinho, Leandro Camilo, Teco e Marlon; Leandro Leite, Washington (Nem), Diogo Oliveira (Clébson) e Felipe Garcia; Ramon e Elias (Nathan). Treinador: Rogério Zimmermann
Avaí: Renan, Fagner Alemão, André Santos, Gabriel e Capa; Judson, Rafinha (Romarinho), Jajá e Diego Jardel (Menezes), William (Tatá) e Romulo. Treinador: Silas.
Local: Estádio Bento Freitas, Pelotas/RS.
Horário: 19:15h.
Gols: Leandro Camilo aos 5′, Ramon aos 10′ e Leandro Camilo aos 20′ do 1º tempo.
Cartões amarelos: Marlon (GEB), André Santos, Gabriel e Judson (AVA).

ÁUDIOS

*capturados da Rádio Xavante e Rádio Pelotense

VÍDEOS

Compacto Blog Xavante

Melhores Momentos – Imagens PFC









Comentar

Nossos parceiros

?>