Enfim a primeira vitória do ano

Enfim a primeira vitória do ano

Na sua segunda partida pela Copa da Primeira Liga, Brasil conquista a sua primeira vitória na temporada e bate o Criciúma por 2 a 1 no Bento Freitas com dois gols de Gustavo Papa.

Por Marcelo Barboza

O JOGO

O Criciúma enviou para Pelotas um time alternativo mesclando reservas e jogadores da base, mas a gurizada incomodou bastante. Na primeira etapa o time catarinense comandou as ações da partida. Mas mesmo com a posse de bola, quem abriu o placar foi o Brasil. Aos 30 minutos, o lateral Carlos Eduardo tentou recuar a bola de cabeça para o goleiro Eduardo mas acabou dando uma assistência para Gustavo Papa. O centroavante teve apenas que tocar de perna esquerda no canto do goleiro catarinense e abrir o placar no Bento Freitas. Gustavo que havia entrado aos 10 minutos no lugar de Bruno Lopes, que saiu machucado.

Logo após o gol do Brasil, Leandro Camilo falhou no corte de um lançamento e Hélio Paraíba sai na cara do goleiro Carlos Eduardo. O goleiro Xavante cresceu pra cima do atacante catarinense que bateu e Carlos Eduardo fez grande defesa. Dez minutos depois do primeiro gol, Tiago Silva cruzou da esquerda, a zaga do Criciúma desviou de raspão e Gustavo Papa se adiantou ao seu marcador e marcou de cabeça. O Criciúma, que jogava com a marcação adiantada, jogando no campo do Brasil, não conseguia transformar toda a posse de bola em gols. Aos 42 minutos, Aloísio lançou Juninho que arrancaria para o gol sem marcação. Porém o bandeira marcou impedimento, erroneamente, pois Juninho estava no campo de defesa. No último minuto do primeiro tempo, a defesa do Brasil teve um apagão em uma cobrança de falta e Alan saiu na cara do gol, cabeceou para o alto e acertou o travessão. Na sobra a defesa do Brasil afastou para escanteio. O Criciúma terminou o primeiro tempo com 69% de posse de bola.

Na segunda etapa o jogo não foi muito diferente. O Criciúma seguiu tomando conta do jogo e o Brasil saindo nos contra ataques. Aos 9 minutos, Hélio Paraíba recebeu dentro da área, girou, e bateu para fora. Aos 19 minutos, após cobrança de escanteio de Rennan Oliveira, Leandro Camilo quase marcou, mas a defesa do Criciúma afastou. Aos 24, Rennan Oliveira fez um belo lançamento para Jean Silva que invadiu a área e chutou para fora. Aos 38 veio o lance curioso da partida. Após cobrança de falta, Lucas pegou de primeira no rebote e marcou um belo gol. Porém o árbitro da partida havia marcado falta de Rennan Oliveira em cima de Lucas e anulou o gol. Mas na cobrança da falta, Carlos Eduardo mandou a bola na gaveta, um golaço. Depois do gol o Criciúma tentou fazer uma pressão mas sem sucesso. Enfim veio a primeira vitória do Brasil no ano.

Com a vitória o Brasil marcou os 3 primeiros pontos na Copa da Primeira Liga e se igualou ao Fluminense na segunda colocação. Porém mesmo com o mesmo número de pontos, vitórias, gols pró e contra, o time carioca leva vantagem pois o Brasil possui um cartão vermelho. Ou seja, o Brasil precisará vencer no Rio de Janeiro para seguir na Copa.

A próxima partida do Brasil será na próxima sexta-feira, 17/02, às 21:30h, contra o Ypiranga no Bento Freitas. Será a primeira final do ano. O time de Erechim está na lanterna do campeonato e não se pode pensar em outro resultado a não ser a vitória.

ANÁLISE DA PARTIDA

A vitória demorou, mas veio em um momento importante. O Brasil terá um jogo muito decisivo contra o Ypiranga no Bento Freitas na próxima sexta-feira e essa vitória de hoje dará mais confiança aos jogadores. Hoje o Brasil não fez uma boa partida. Jogadores pareciam nervosos e as jogadas não fluíam. Nas oito partidas do ano, Rogério Zimmermann ainda não repetiu a mesma escalação em nenhuma partida. E isso fica evidente dentro do campo. O time ainda não está entrosado. O Criciúma veio a Pelotas com uma proposta de jogo diferente, com a saída de jogo pelo chão e marcando o time do Brasil com a defesa no meio do campo. Aos poucos o Brasil foi se encaixando no esquema de jogo do Criciúma e conseguiu acertar a marcação.

Na defesa, Evaldo fez mais um ótimo jogo ao lado de Leandro Camilo. Podem notar que hoje tivemos bem menos bagos para o ataque como tivemos nas últimas partidas. Wender mostrou toda a vontade de sempre na lateral-direita. No meio-campo, Galiardo sempre voluntarioso e mostrando que pode brigar por um lugar no time titular. Aloísio cansou rápido, mas segue sendo o cérebro do time. E no ataque, Jean Silva segue recebendo muita bola e criando muito pouco. Precisa ser mais agudo, mais vertical. E Gustavo Papa, de quem sempre cobramos boas atuações, fez o que tem que fazer todo bom centroavante, matar o jogo nas chances que tem. Em Veranópolis ele teve duas chances claras e não marcou. Hoje recebeu um presente do adversário, mas estava no lugar certo. E no gol de cabeça se antecipou muito bem à marcação e marcou o seu segundo gol. Mas ainda não podemos depender apenas de Gustavo Papa dentro da área. Precisamos de outro atacante de área para ser titular. Enfim parece que Rodrigo Silva poderá fazer a sua estreia. Já estava no banco de reservas hoje e poderá estar em campo na sexta-feira.

No futebol, confiança é a base de tudo. O jogador estando confiante, pode até o time estar mal, mas as coisas acontecem. E essa vitória de hoje pode muito ajudar a dar confiança ao time. O foco é o jogo de sexta e precisamos entrar como se fosse uma decisão. E é dessa forma que a torcida também tem que encarar. É jogo pra encher a Baixada e empurrar o Brasil para a vitória.

BOLA DENTRO

Evaldo foi muito bem na defesa. Mais ágil que Cirilo, ele praticamente não errou nenhum bote. Precisava ser titular ao lado de Leandro Camilo.

BOLA FORA

Jean Silva ainda não encontrou o seu jogo com a camisa do Brasil. É muito voluntarioso mas com a bola no pé ainda está devendo.

FICHA TÉCNICA

G.E.Brasil: Carlos Eduardo; Wender, Leandro Camilo, Evaldo e Tiago Silva; Leandro Leite, Galiardo, Juninho, Aloísio (Rennan Oliveira) e Jean Silva; Bruno Lopes (Gustavo Papa). Técnico: Rogério Zimmermann.
Criciúma: Eduardo Babiuk; Carlos Eduardo, Nino, Ianson e Chico (Natan); Lucas, Bessa e Eduardo (Flávio); Matheus (Alan), Hélio Paraíba e Kalil. Técnico: Raphael Bahia.
Gols: Gustavo Papa, aos 31′ do 1º tempo e 41′ do 1º tempo (GEB); Carlos Eduardo, aos 41′ do 2º tempo (CRI).
Cartões amarelos: Galiardo, Leandro Leite, Rennan Oliveira e Evaldo (GEB); Eduardo Babiuk, Eduardo, Chico e Hélio Paraíba (CRI).

ÁUDIOS

*capturados da Rádio Pelotense AM

VÍDEOS

Melhores Momentos – Imagens Premiere









Comentar

Nossos parceiros

?>