E quem segura esse Brasil?

E quem segura esse Brasil?

Quando achamos que o time do Brasil talvez possa estar no seu limite técnico e físico, desgastado por conta de alguns desfalques e abalado depois de uma semana conturbada de muitas sondagens à jogadores e treinador, o time vai pro jogo para defender a liderança e patrola a Portuguesa. Um baile. A vitória por 4 a 1 é muito contundente. Que momento é esse que vive o Brasil? Quem explica? Talvez nem mesmo o Rogério Zimmermann consiga. Obviamente que o árduo trabalho diário é o grande responsável junto a um excelente grupo de jogadores e comissão técnica. Mas impressiona o ritmo de jogo e a facilidade com que o Brasil venceu a Portuguesa na noite dessa segunda-feira. Portuguesa que há dois anos atrás estava na Série A.

Com 10 segundos de jogo o Brasil já mostrava o que seria a partida. Na saída de bola Felipe Garcia saiu na cara do gol e soltou um canudo. O goleiro Tom fez grande defesa. Aos 18 minutos, após aquela “manjada” jogada de cobrança de lateral dentro da área, Bolivar afastou a bola para a entrada da área e Brock pegou de primeira. Um petardo. Dessa vez o goleiro Tom nada pode fazer, 1 a 0 pro Brasil. A Portuguesa tinha maior posse de bola e controla melhor o jogo na primeira etapa, mas pouco chegava à meta de Eduardo Martini. Quando parecia que o primeiro tempo terminaria no um a zero, aos 46 minutos Brock cobrou escanteio e Leandro Camilo testou na trave. No rebote Felipe Garcia cabeceou em direção ao gol e Washington completou para as redes, também de cabeça. Era o segundo gol que daria maior tranquilidade para o segundo tempo.

A segunda etapa começou com o Brasil em cima. Logo à 1 minuto e meio Márcio Jonatan foi lançado por Brock e chutou em curva na trave. No rebote Leandrão colocou pra dentro. Foi o décimo gol do artilheiro da Série C. O placar de 3 a 0 daria uma grande tranquilidade ao Brasil para jogar o restante da partida, mas a Portuguesa queria estragar o sossego Xavante. Aos 5 minutos Guilherme Queiroz recebeu na entrada da área e chutou de esquerda, no canto esquerdo baixo de Martini. Descontava a Lusa. Será que o time paulista buscaria uma reação? Bem capaz. Sem dar tempo de pensar em reagir, Leandro Camilo marcou o quarto gol do Brasil aos 9 minutos após cobrança de escanteio que Leandrão raspou de cabeça no primeiro pau. Gol muito merecido para o Leandro Camilo. Ele buscava esse gol há muito tempo. Vinha esbarrando na trave e nos milagres dos goleiros, mas dessa vez, de carrinho, a bola entrou. Depois do quarto gol o Brasil ainda desperdiçou algumas chances de gols. Leandrão tentou de cabeça, de letra e por cobertura no goleiro, mas a bola não entrou. O jogo estava totalmente dominado pelo Brasil e assim terminou, 4 a 1.

Com a vitória o Brasil chegou aos 23 pontos e abriu oito pontos do quinto colocado e três do segundo colocado Tupi. A próxima partida é contra o Guaratinguetá, em Curitiba, no próximo sábado, às 11 horas.

Há de se destacar a torcida do Brasil na partida de hoje. O estádio não apresenta as melhores condições para receber o torcedor mas a torcida vem dando resposta. E hoje foi lindo de ver o estádio todo cantando nos últimos minutos de jogo. O torcedor está de parabéns e precisa cada vez mais tomar consciência de que ele é parte da engrenagem que vem levando o Brasil a todos esses resultados. Se hoje temos o melhor ataque, o artilheiro e somos os únicos invictos nas Séries A, B e C, grande parte desse sucesso é a torcida do Brasil. Portanto aproveite, torcedor Xavante. Curta esse momento e siga apoiando todas as ações que o clube vem fazendo. Lá na frente alcançaremos o sucesso e você será parte disso.

E a pergunta que não quer calar: Quem segurará esse Brasil?

Vamos com tudo, Xavante!

FICHA TÉCNICA

G.E.Brasil: Eduardo Martini; Wender, Leandro Camilo, Fernando Cardozo e Brock; Leandro Leite, Washington, Felipe Garcia e Diogo Oliveira(Marcio Hahn); Márcio Jonathan(Galiardo) e Leandrão(Nena). Tec: Rogério Zimmermann.
Portuguesa: Tom; Jonathan, Bolivar, Luan e Julinho; Anderson, Renan e Victor Bolt; Guilherme Queiroz, Dieguinho e Hugo. Técnico: Estevam Soares.
Gols: Brock aos 18′ 1º tempo, Washington aos 46′ 1º tempo, Leandrão aos 2′ 2º tempo e Leandro Camilo aos 9′ 2º tempo (Brasil) e Guilherme Queiroz aos 5′ 2º tempo.

ÁUDIOS
*capturados da Rádio Pelotense AM

VÍDEOS

Compacto Blog Xavante


Melhores Momentos – Esporte Interativo


Chegada dos jogadores no estádio Bento Freitas – Imagens gebTV

 









Nossos parceiros

?>