Frio e vitória no amistoso

Xavante vence o Farroupilha em partida amistosa em noite congelante na Baixada

vs_farroupilha031

Alex Amado marcou duas vezes na vitória Xavante. Foto: Carlos Insaurriaga

Para manter o time titular em forma, o Brasil enfrentou o Farroupilha em partida amistosa há poucos instantes no Bento Freitas e venceu por 3 a 2. Os gols foram marcados por Alex Amado, duas vezes, e Nena. Maike e Fábio Alemão marcaram para o Farroupilha. O frio era congelante na Baixada mas mesmo assim a partida foi movimentada. Serviu para o treinador Rogério Zimmermann observar os meias Zotti e Éder pois um deles deve substituir Felipe Garcia que não enfrentará o Guarani de Palhoça no próximo domingo.

Agora as atenções se voltam à Série D do campeonato brasileiro. O Brasil enfrenta o Guarani, em Palhoça, no próximo domingo, 31/08. A equipe Xavante viaja na quinta-feira, de ônibus, pois a CBF só paga passagens aéreas para deslocamentos maiores que 700Km e Pelotas – Palhoça possui 680Km, é mole? Isso é o futebol brasileiro.

FICHA TÉCNICA

Brasil: 
Eduardo Martini (Dida); Raulen (Wender) (Ricardo Schneider), Cirilo, Ricardo Bierhals e Rafael Forster; Leandro Leite, Washington, Márcio Hahn (Gustavinho) (Nunes) e Zotti (Éder); Alex Amado (Gustavo Papa) e Nena. Técnico: Rogério Zimmermann.
Farroupilha: Samuel; Fuca, Adriano, Evandro e Ihuur; Alair, Carlos Alberto (Nilier), Juliano Madalena (Michel Saraiva) e Luis André (Dudu); Tiago Boiadeiro (Mike) e Fabio Alemão. Técnico: Geverton Duarte.
Data: 26/08/2014.
Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas (RS).
Horário: 20:30h.
Arbitragem: Eduardo Maia da Luz, com Claudio Gonçalves e Vinicius Palau.
Cartões Amarelos: Ricardo Schneider, Leandro Leite, Zotti e Gustavo Papa (GEB); Adriano e Fuca (GAF).
Gols: Alex Amado à 1′ e 41′ do primeiro tempo e Nena aos 10′ do segundo tempo (GEB). Mike aos 4′ do segundo tempo e Fábio Alemão aos 37′ do segundo tempo (GAF).


VÍDEO

Os gols – Assessoria de Imprensa GEB

ÁUDIO
*capturado da Rádio BraPel

Comentários:

Comentar este Post

Excursão para Palhoça saindo de Curitiba

E mais uma vez a Xavantada que mora em Curitiba e região vai fazer excursão para ver o Xavante. Dessa vez o destino é Palhoça-SC. No domingo o Xavante enfrenta o Guarani de Palhoça em jogo válido pelo campeonato brasileiro da Série D.

A excursão sairá de Curitiba podendo pegar Xavantes pelo caminho até Palhoça. Abaixo as informações:

Valor: R$80,00
Data: 31/08 – Domingo – 6h da manhã
Local de saída: Shopping Curitiba
Veículo: Van ou se chegar a 20 pessoas será um micro ônibus.
Contato: Thiago Nunes – thiagonuness@gmail.com – (41) 9187-7097

Lembrando que a excursão vai participar do churrasco com o pessoal da XASC na Praia da Pinheira e os pagamentos da excursão devem ser feitos até quinta-feira.

Comentários:

Comentar este Post

O Trem Pagador

Como de costume, a torcida Xavante se fará presente no estádio Renato Silveira, em Palhoça/SC, no próximo domingo para a partida contra o Guarani. Sabendo disso, a direção do time catarinense estipulou o valor de R$50,00 para o ingresso da torcida do Brasil. Contra o Maringá, válido também pela Série D, o ingresso para a torcida adversária custou R$30,00. Obviamente, sabiam que ninguém de Maringá iria ao jogo.

É, minha gente, o Trem Pagador está de volta. É a torcida do Brasil pagando a folha salarial do adversário mais uma vez. Clube sem torcida é assim, aproveita quando pode. Mas não se preocupem, a invasão vai acontecer de qualquer maneira. Quem mandou não segurar?

Vamos com tudo, Xavantada!

Comentários:

Comentar este Post

Cada qual no seu quadrado

blog-xavante

Passei uma noite de cachorro por causa da nossa derrota para o co-irmão. Estou com azia, mal humorado, preocupado com o nosso futuro depois desta acachapante derrota e vergonhosa desclassificação. Só que não! Dei mais atenção para o jogo do Barcelona do que para o Bra-Pel. Tomei uma deliciosa cerveja e fui dormir.

 

Esta Copa Fernandão não nos acrescentará nada. Só nos serve, mesmo, para cumprimento das penas de suspensão das apresentações no Bento Mendes de Freitas e para melhorar o entrosamento dos que não vêm se apresentando com regularidade. E não é oportunismo, pois já tinha me manifestado aqui antes quanto a isto. Pelo público presente, acho que não sou o único a pensar assim.

 

Concordo 100% com a análise e estratégia do nosso treinador, Rogério Zimmermann. Faz um bom tempo que digo que o co-irmão não é o nosso maior adversário. Não nos dias de hoje. Não dá para traçarmos o nosso futuro pensando em Bra-Pel. Sem querer ser presunçoso ou arrogante, e muito menos desmerecer alguém, digo que para crescermos teremos que obrigatoriamente atravessar o Mampituba. E para isto precisamos, primeiro, cruzar a Ponte do Retiro. Soltar as amarras desta miséria que é o futebol da nossa região.

 

Desde 2006 viemos tentando subir de divisão no Campeonato Brasileiro. Por algumas vezes batemos na trave, como na tragédia frente ao Rio Branco/AC. Este ano, estamos bem novamente. Temos um bom grupo, uma estrutura razoável, número de sócios aumentando, excelente comissão técnica e tudo mais. Estamos com boas chances. O cavalo encilhado está passando. É estupidez, burrice mesmo, querer dar valor ao que não tem, só porque existe uma rivalidade histórica. Respeito quem goste de Bra-Pel, mas eu prefiro assistir a uma apresentação do GEB na Série C, ou quem sabe B, do que a um Bra-Pel pela Copinha ou na Segundona.

 

Se eles acham o Bra-Pel importante neste momento, bom para eles. Que tirem o máximo proveito que puderem. Que cada um sigo o seu caminho, que cada um dance no seu quadrado. Para quem soltou foguetes e se emocionou com a “tríplice coroa”, é um pensamento coerente. Deu no que deu. Não dá para se dizer borrado, só porque soltou um pum. O pum é o prenúncio do fato, mas não é o fato consumado. Tem que fazer força, trabalhar, ter persistência, foco.

 

Que cada um sigo o seu caminho, que cada um dance no seu quadrado.

 

Nosso foco deve ser subir para a Série C. Se vamos conseguir, não sei, mas temos que tentar com todas as nossas forças. A chance é real e não é pequena. É por aí que passa o nosso crescimento, como equipe e como clube. Que o futebol brasileiro necessita de uma reformulação total, todos sabemos. Mas também sabemos que não dá para ter muitas esperanças com este pessoal que está aí no comando da FGF e da CBF. Temos que jogar com as regras atuais. E para podermos progredir neste jogo, precisamos de uma atuação nacional, calendário cheio, verba publicitária, enfim, pacote completo.

 

Domingo que vem teremos uma apresentação importantíssima em Santa Catarina, frente ao Guarani de Palhoça. Uma vitória lá e estaremos muito próximos da fase seguinte. Podem abrir espaço porque “A Maior e Mais Fiel”, o “Trem Pagador”, obviamente se fará presente em grande estilo. Que os deuses do futebol nos iluminem.

Abs.


Ivan Schuster
Onda Xavante

 

Comentários:

Comentar este Post

Placar em branco no clássico

Clássico termina sem gols e decisão ficou para o jogo da Boca do Lobo domingo

vs_pelotas_081

Gustavo Papa tentou no jogo aéreo mas placar não saiu do zero. Foto: Italo Santos

Em clássico Bra-pel válido pela Copa Fernandão, o placar não saiu do zero na noite dessa quarta na Baixada. Em um jogo muito ruim tecnicamente, a maior posse de bola foi do Brasil, porém as oportunidades não foram aproveitadas. O treinador Rogério Zimmermann escalou um time reserva para a partida. Somente na segunda etapa que Felipe Garcia, Leandro Leite e Márcio Hahn entraram. Na coletiva o treinador rubronegro deixou claro que a prioridade é a Série D. Zimmermann já anunciou que para o próximo clássico no domingo, na Boca do Lobo, o time reserva será novamente escalado.

E não podemos discordar do nosso comandante. O que vale essa Copinha? Que é bom ganhar um clássico, disso sabemos. Mas é bom para nós, torcedores. Para um projeto futuro do clube, o que vale é um acesso para a Série C. E para isso é bom descansar nossos principais jogadores para a próxima partida em Palhoça, dia 31/08. Já pensou se o Alex Alex Amado ou Nena entra no clássico e se machuca? Seria um prejuízo enorme. Talvez o jogo feio tenha sido o motivo de parte da torcida ter ficado descontente com a partida de hoje. Depois que subirmos para a Série C, ninguém se lembrará dessa Copinha.

E nas arquibancadas foi uma surra de relho dada pela torcida Xavante, como de costume. Não há comparação.

Então a decisão ficou para o próximo domingo. Com time titular, com time reserva, classificado ou não, nosso foco é outro. Como dar crédito a uma competição que um time eliminado em um mata-mata ainda pode se classificar? Por favor, né?!

FICHA TÉCNICA

G.E.Brasil: Anderson; Wender, Fernando Cardozo, Ricardo Schneider e Brock; Nunes, Gustavinho (Leandro Leite), Zotti (Márcio Hahn) e Léo Dias (Felipe Garcia); Eder e Gustavo Papa. Técnico: Rogério Zimmermann.
E.C.Pelotas: Matheus Cavichioli; Pedrão, Thiago Gasparetto e Fábio Gaúcho; Marcos Rogério, Tiago Gaúcho, Claytinho (Mikael), Bruno Renan(Cleber Oliveira) e Jhonatan; Gilian(Márcio Gabriel). Técnico: Julinho Camargo.
Data: 20 de agosto de 2014.
Local: Estádio Bento Freitas, em Pelotas(RS).
Horário: 20 horas.
Arbitragem: Jean Pierre Gonçalves Lima, auxiliado por Vinicius Palau Santos e André Guimarães Peil.
Cartões amarelos: Pedrão, Tiago Gaúcho (Pelotas) e Brock e (Brasil).

ÁUDIOS
*capturados das Rádios Pelotense AM e Universidade AM

Comentários:

Comentar este Post
Noticias sobre desporto