É campeão!

Xavante termina o campeonato Gaúcho em terceiro lugar e com vaga na Copa do Brasil

vs_gremio041

Torcida Xavante deu show na Arena OAS em Porto Alegre. Foto: Carlos Insaurriaga

Sim, senhores, somos campeões. Do nosso campeonato, sem a dupla milionária da capital, fomos campeões gaúchos de 2014. Entramos com o objetivo de nos mantermos na Série A para 2015 e conseguimos isso com várias rodadas de antecedência. Depois buscamos a classificação entre os quatro do grupo. Feito. Depois buscamos o título do interior. Fomos campeões. Depois buscamos a vaga do Campeonato Brasileiro da Série D. Vaga garantida. Depois podíamos ganhar a vaga da Copa do Brasil sendo o terceiro melhor time do estado. Vaga conquistada. Ou seja, atingimos todos os nossos objetivos no Gauchão 2014.

Todo esse sucesso foi coroado e festejado na Arena da OAS em Porto Alegre na última quarta-feira. O Brasil enfrentou o Grêmio de igual para igual, sem aquele medo de anos anteriores. A equipe da capital foi dar seu primeiro chute à gol aos 35 minutos da primeira etapa. E na única jogada bem elaborada pelo time da casa, Dudu bateu cruzado e Fernando Cardoso, o melhor zagueiro desse Gauchão, foi cortar e fez contra. Um pecado. Ainda antes de acabar a primeira etapa, Ricardo Schneider fez o gol mais bonito da história da Arena da OAS, de bicicleta, mas estava impedido. Fomos para o intervalo perdendo por um a zero mas jogando bem. Na segunda etapa, logo no início, veio o lance fatídico do jogo. Wender foi afastar uma bola no campo de defesa do Brasil e o atacante Luan bloqueou a bola com as duas mãos, digno de ser convocado pelo Bernardinho. Mas o senhor Fabrício Neves, árbitro da partida, nada marcou. Luan seguiu o lance e marcou o segundo gol do Grêmio. Ali, no erro do árbitro, o Brasil perdeu o jogo. Depois do segundo gol o treinador Rogério Zimmermann mexeu na equipe com a entrada de Gustavo Papa no lugar de Túlio Souza. O Brasil foi mantendo o bom ritmo de jogo e aos 40 minutos veio o gol Xavante. Raulen acertou um belo cruzamento e Gustavo Papa deu um testaço na bola levando a massa Xavante a loucura. O Brasil teve mais nove minutos para buscar o empate mas não conseguiu. Fim de jogo e vitória por 2 a 1 para o Grêmio.

Tristeza? Nenhuma. Fomos à Arena do Grêmio para agradecer a esse elenco e comissão técnica maravilhosos que honraram o nome do grêmio Esportivo Brasil. No campo, já seria difícil vencer o time milionário do Grêmio, e com a ajuda do pior árbitro do Rio Grande do Sul, ficou mais difícil ainda vencer o Grêmio.

E a torcida do Brasil? O que falar dos mais de 1500 Xavantes que lá estiveram? Vocês verão e comprovarão nos vídeos abaixo que coisa linda que foi. Mesmo com toda a palhaçada envolvendo Grêmio, OAS, Brigada Militar, Ministério Público e Federação Gaúcha, que limitaram a 1500 Xavantes na Arena, a invasão ocorreu. Mais de vinte ônibus chegaram à Porto Alegre aliados à vários carros, moradores da capital gaúcha e de Santa Catarina. Dale XASC! E a operação Cavalo de Tróia foi um sucesso. Cerca de duzentos Xavantes que não conseguiram ingressos se infiltraram na torcida gremista e de lá assistiram o primeiro tempo. Mesmo sendo identificados pela torcida gremista, os Xavantes cantaram e apoiaram o time dali, do meio deles. No intervalo a Brigada Militar levou esse grupo de torcedores para a torcida do Brasil. Ou seja, objetivo concluído. Seja pelo rádio, na tv, ou dentro da Arena da OAS, se ouvia o canto ensurdecedor da massa Xavante. Foi a primeira vez que a Arena da OAS viu uma torcida cantar tão alto em português. Foi de arrepiar. Após o gol de Gustavo Papa então, os gremistas ficaram admirando a festa Xavante. Todos nós saímos de lá orgulhosos do nosso time. Talvez tenha sido a derrota menos sentida da história do G.E.Brasil. Como disse no início do post, fomos lá apenas para agradecer ao elenco e comissão técnica por toda dedicação que tiveram nesse Gauchão. Algo fora do comum.

Agora o negócio é levantar a taça de campeão do interior na festa da FGF após o fim do campeonato e planejar o futuro. Temos a Série D pela frente. O maior trabalho de agora em diante é manter esse time e a comissão técnica. Rogério Zimmermann está muito valorizado assim como boa parte do elenco Xavante. Sei que eles possuem suas ambições e sonhos, mas tenho certeza que jamais serão tão admirados e respeitados por uma torcida como são hoje. Tomara que a direção consiga manter quase todos, porque esses caras vestiram a camisa Xavante como ela merece ser vestida.

Abaixo vocês poderão sentir um pouco do que foi a noite da última quarta-feira em Porto Alegre.

VÍDEOS

O gol – Blog Xavante

Matéria RBS TV Pelotas

Matéria sobre a torcida – RBS TV Pelotas

Matéria RBS TV de Porto Alegre

Torcida Xavante vista do meio dos gremistas

Torcida do Brasil

Arreda na Arena









3 Comentários

    Comentar

    Nossos parceiros

    ?>